UMA VEZ VOCÊ, UMA VEZ EU - DIEGO MARTELLO #39








Livro: Uma vez você, uma vez eu
Autor: Diego Martello
Páginas: 181
TALENTOS DA LITERATURA BRASILEIRA




Sinopse: Uma provocativa viagem ao íntimo de cada um.
Marcos e Willian, pai e filho, tentam se reconciliar após anos de desentendimento. Em paralelo, Eva, mulher de Willian, quer a todo custo engravidar e não consegue, o que frusta o casal.
A partir da visão do interior de cada um, esses personagens terão de reconfigurar o modo de pensar para enfrentar os seus conflitos.Nessa fase tão conturbada por todos, reflexões acompanham cada segundo da trajetória deles.
Narrada de forma surpreendente, provocativa e crítica, esta obra não tem a pretensão de apresentar soluções para os problemas enfrentados, mas sim, mostrar as armadilhas de nosso fluxo de consciência, para compreendermos que as soluções dos problemas dependem, muitas vezes, da forma como se lida com as ilusões, ou, ao contrário, como se enxerga verdadeiramente a realidade.




Resenha: E vamos de parceria! Dessa vez, com o autor Diego Martello em seu primeiro livro: Uma vez você, uma vez eu.

"Uma vez você, uma vez eu" retrata a história de Willian, um jovem executivo em que sua vida é rodeada por dramas e tristezas: sua mãe morreu em um acidente de carro, sua esposa Eva não consegue engravidar de jeito nenhum, ocasionando períodos de estrese e desentendimentos entre o casal e seu desenvolvimento na carreira foi marcado ao sair da empresa de Marcos, seu pai. A partir daí, sua relação com o pai nunca mais foi a mesma.

Willian trabalhava na empresa de Marcos, a D&D. Ao cometer um pequeno
deslize brigando com seu pai na frente de todos, Willian recuou, saiu de empresa e nunca mais voltou a falar com Marcos. 

Sua vida começa a desequilibrar quando ele começa a se questionar sobre a vida, da sua perspectiva da mesma e ao saber por Eva que seu pai sofreu um pequeno acidente e estava impossibilitado de andar. Willian então, decide desfazer uma de suas escolhas: voltar a vê-lo.

Ao reencontrar Marcos, Willian começa a abrir seus sentimentos, começa a ver que a tristeza existe em sua vida, deixa seu inconsciente lhe mostrar uma caminho melhor, um caminho mais feliz, com um propósito e a retomar o rumo de sua vida e fazer o certo: tentar reconciliar suas antigas relações com Marcos e finalmente, enxergar o verdadeiro valor da vida.

"... Queria mudar minha vida, mas tinha medo de enfrentar o primeiro degrau que me levava à mudança. Não encarava a escada, mas sempre procurava saber onde ela estava para poder sentir que ainda tinha uma opção a escolher."   - Página 40.

Como vocês já devem ter percebido "Uma vez você, uma vez eu" é um livro maravilhoso, com vários conhecimentos e reflexões para levar conosco em todas as situações. Composto de apenas de 5 capítulos, ricos em quesito de qualidade, poemas (sim, poemas! Como não amar né?) e lições para a vida, é um livro em que é feito para ler com calma e absorver cada conhecimento, essencial também para a compreensão da história.

O que o livro nos passa é exatamente uma reconfiguração em nosso modo de pensar e agir, sermos mais abertos, perdoar e conversar mais.


"... O recomeço não é um ponto de início, e sim parte do caminho como um todo. Caminhamos, todos os dias, pelo mesmo gramado, porém não há nada de errado em aprender a caminhar de forma mais leve."   - Página 102.


Muitos leitores com absoluta certeza irão se relacionar com Willian e perceber que por mais que sua vida esteja um caos e o quão fácil seja cair e perder o rumo, com apoio de gente que nos ama, iremos encontrar a resposta dentro de nós mesmos. É um livro que super recomendo e que todos os leitores deveriam ler!

"  A mudança é certa, mesmo que tardia 
O medo é a falta de um guia 
Olhe só para a frente e nunca para trás
Tudo passará ao seu olhar"                        - Página 178


Postado por: Julia

ADELPHOS - M. PATTAL #38


Livro: Adelphos, A Revelação
Autor: M. Pattal
Páginas: 370
PENDRAGON

Sinopse: Em Oykos os preparativos para os Jogos da Liberdade estão a todo vapor. Apesar do nome positivo, os Jogos são mortais e o seu resultado pode alterar o destino de todos os habitantes daquele mundo. Enquanto isso, os rumores de que um evento chamado “A Revelação” estaria prestes a acontecer e acabar com o domínio do dragão, tornam o cotidiano dos Oykanos tenso, gerando grande instabilidade entre as Terras. Adelphos é uma saga de tirar o fôlego, repleta de aventuras, surpresas, reviravoltas e mistérios que prendem o leitor da primeira à última página, ao mesmo tempo em que o leva a refletir sobre dilemas e conflitos do mundo real.



Resenha:

Adelphos tem como personagens principais Mila, Dan e Enzo. Apesar de eles serem o foco do enredo, a narrativa traz diversos pontos de vista além dos garotos.

Mila tem glaucoma, que é uma doença a qual afeta parte da visão da pessoa, achei ela uma personagem forte, apesar de achar a relação dela com a madrasta um pouco extremista. Enzo é surdo, e achei-o o personagem mais calmo dentre os três, creio que a rejeição pelo pai desde que nasceu o tornou assim. Dan usa uma prótese na perna esquerda, e foi abandonado pelo pai ao nascer, e pela mãe logo após o acidente que o fez perder a perna, ele é o mais racional do trio.

Além de uma relação complicada com a família, e terem deficiências, os garotos tem mais em comum do que jamais imaginariam.

Após seguirem uma luz e chegarem a Oykos, eles tem de enfrentar muitos desafios no intuito de chegarem a Adelphia, e tentarem entender o porquê estão naquele mundo.
Apesar de sabermos um pouco sobre o passado dos três, não temos muitas informações completas sobre o isso, porém não fazem tanta falta assim.


Temos diversos personagens secundários, como: Polo, Nikos, Synk, Svaryon, Lothar entre outros, cada um deles, vem de uma das doze terras de Oykos. O autor soube definir cada um desses lugares por diversas características dadas a cada um.

Outro fato foi os garotos terem recebido a Pistis, uma marca dada por Pneuma, que não sabemos ser uma força maior ou um “deus”.

A chegada dos garotos traz a abertura “A Revelação”, de que o Rei Sótyras estaria voltando para derrubar Ponéros.

E com isso, para seguir a profecia, eles terão de enfrentar Os Jogos da Liberdade em Oudéteros, uma ilha cheia de bandidos e Nekrolis, e para piorar desta vez, Éktros.
Éktros são criaturas das trevas que trabalham para Ponéros. Existem diversos tipos, como os Fonías, Kéftes, e Katastrófeas. Cada um deles tem uma função para a destruição daquele mundo.

O autor traz uma escrita bem simples, porém traz diversos nomes tanto de lugares, como pessoas, um pouco complicados, e isso atrasou um pouco a leitura.

A diagramação é incrível, e vai além das expectativas, tornando o livro prazeroso.

Indico o livro para quem é fã de fantasia, pois ele traz um outro mundo totalmente diferente. Adolescentes se interessariam mais por esse tipo de leitura por ter uma proposta mais juvenil que estimula a imaginação.

Obs: Não encontrei erro algum de digitação, oque torna o livro melhor ainda.

M. Pattal

Apaixonado por Literatura desde os 9 anos de idade, quando leu seu primeiro livro, M. Pattal teve dois Romances publicados pela Série Promessas (A Promessa e O Passo) e costuma dialogar em suas obras, através de uma linguagem simples, temas do cotidiano juvenil. Casado com Sandra e pai de Helena, o autor mora em São José dos Campos – SP. Adelphos é seu primeiro livro de Fantasia.

Fan Page 
Perfil do Autor 
Instagram



Postado por: Amy