DÉCIO - RODRIGO BELATO #33


Título: Décio  - Crise - Vol.1
Autor: Rodrigo Belato
Editora: Hoo
Páginas: 104

Sinopse:


Este primeiro volume de Décio, intitulado Crise, elucida o mundo do investigador particular no início dos anos 1980.
Vivendo o final da ditadura brasileira, na São Paulo que cresce aos olhos de paulistas, nordestinos, mineiros, cariocas e gaúchos, e ainda mistura os bairros decadentes com imensos prédios do centro da capital paulistana. Décio é bombardeado de informações e vai apresentando, um a um, seus amigos, familiares e inimigos.
O que pode acontecer quando o jornalista Julio Augusto, um dos grandes nomes do jornal “Social News”, paga para que Décio o ajude num furo de reportagem que envolve um nome conhecido do cenário político brasileiro? Endividado e com a pensão de Mirtes, a ex-esposa, vencida, resta aceitar.
Sem saber o motivo, Décio é contaminado pela ganância, pressionado por tia Yolanda e sua namorada, Nair, e por Mirtes, que agora trabalha num pequeno café. Seu único amigo é Juarez, dono do bar A Panphilia, que está sempre alerta aos perigos que envolvem Décio.
Acompanhe Décio em sua graphic novel inserida numa sociedade brasileira prepotente, discriminatória e, ao mesmo tempo, fruto da própria existência cultural.


Resenha:
Olá!
Tudo certo?
A resenha de hoje é de Décio, um livro muito amor da nossa parceira Hoo Editora. Não conhece a Hoo? Clica aqui!
Décio, apesar de se passar em 1980, é um livro muito atual. Com um trabalho incrível.

Décio é uma HQ, onde, uma vez iniciada, não conseguia parar de ler. Creio que o autor trouxe uma personalidade ótima para o livro.

Na primeira graphic novel, Décio acaba tendo de lidar com diversos problemas durante toda a sua jornada.
Em 1980, todos estão passando por uma crise, o país está quebrado, e Décio, um detetive, precisa trabalhar para sobreviver. Com seu pequeno escritório, Décio está quase a falir, quando surge uma oportunidade incrível.
Ele então, acaba por aceitar, e descobre que o caso tem relação com um senador.
 A HQ tem um quebra cabeça a ser montado, e no final, vemos que nosso personagem sabe bem lidar com os fatos para não sair perdendo.
Os fatos são jogados para nós leitores de uma forma bruta, trazendo diversos personagens bons, que com certeza terão uma boa participação.
Adorei o livro, e foi incrível tudo que ele trouxe. Espero que os próximos estejam no mesmo patamar.





Sobre a Editora: 

A Hoo é uma Editora com a temática LGBT, que se iniciou em 2015, a partir de uma conversa entre os sócios Márcio e Juliana. A Hoo busca autores com relação ao tema, afim de incentivar, não apenas LGBT, mas sim a leitura ao todo. 
“Nossos autores são porta-vozes de uma literatura que, finalmente, saiu do armário”.



Postado por: Amy


1 comment

Carlos H. Barros 14 de novembro de 2016 23:46

Oi!
É HQ, já me interesso. Não conhecia a editora, e nem a revista. Vou ver se encontro. Resenha descontraída e simpática, como sempre. Bjos

Postar um comentário