GAIAN, O REINÍCIO - CLÁUDIO ALMEIDA #17

 Livro: Gaian, o reinício.
Autor: Cláudio Manoel de Almeida.
Páginas: 336.
Editora: Novo Século - Talentos da Literatura Brasileira.


SINOPSE: Gaian, o reinício é uma fantasia épica e narrará os últimos acontecimentos da Sétima Era daquele mundo que revelaram o nascimento de uma guerra, a queda do grandioso Reino do Norte e o reaparecimento dos guerreiros sagrados - um grupo destinado a combater o mal que trará, a cada povo de Gaian, desespero, dor, pavor e morte, e deseja acima de tudo a destruição. Quais escolhas devem ser feitas? O que importará mais? A força ou a sabedoria? Quais serão os caminhos dos guerreiros sagrados diante dos desafios? Haverá ainda espaço nas almas para a esperança?


Seja bem - vindo a Gaian. Um livro sobre perda, poder, pureza, vingança, aprendizado, medo e sobretudo crescimento. Um livro onde o passado, o presente e o futuro se encontrarão para formar o destino.

..................................................................


RESENHA: Gaian - O reinício, o primeiro livro de A Saga do Infinito nos conta a história de uma grande guerra que está prester a acontecer após um longo período de paz.

Com uma narração perfeita. O livro é dividido em duas partes, a primeira tem a história e a segunda parte é constituída por um "dicionário" em relação às magias antigas e a pronúncia dos personagens e lugares presentes no livro.

Confesso que no início eu achei a leitura meio cansativa devido a muuuiiita informação e detalhes importantes mas ao decorrer dos capítulos percebi que foi essencial para mim, leitora, prestar bastante atenção nesses detalhes para o entendimento da história.

O autor foi excelente em relação ao enredo muito bem elaborado e escrito. Ficamos imersos na leitura!

Com uma capa linda e ilustrações incríveis, Gaian é um excelente livro de fantasia que eu super recomendo e pra quem ama batalhas, guerreiros e magias não vai se arrepender!





Postado por: Julia

NO CENTRO DA TERCEIRA FILEIRA - G.C. NEVES #16




Livro: No centro da terceira fileira
Autor: G. C. Neves
Páginas: 275
Editora: Chiado

Sinopse: Você conseguiria imaginar o que a pessoa ao lado está vivenciando? Alguma pessoa já conseguiu dominar os seus sentimentos e as suas atitudes? Você já fez isso com alguém? Até que ponto a brutalidade de um homem pode ser dominada pela simplicidade de uma mulher? Beleza, um corpo esbelto ou popularidade seriam pontos fortes ou sinais de fraqueza? Quem está em vantagem no jogo da sedução?
Perguntas como essas são respondidas nesta obra, que aborda as coisas simples desses confrontos cotidianos, de maneira crua e por muitas vezes obsceno. Descaso, confiança, amor, sedução e sexo são coisas tão banais e tão presentes em nossas vidas que, quando fogem ao nosso controle, nos perguntamos onde erramos. Contudo, na verdade, sem querer, permitimos que elas estivessem sempre a nossa frente.


Resenha:

 Primeiro agradeço ao G. C. que nos disponibilizou o exemplar, e peço desculpas pela demora da resenha. Agradeço também ao autor sempre estar presente no nosso ig, curtindo uma foto ali, outra aqui. Melhor pessoa ❥.
 Bom, vamos focar no livro agora, certo? Certo.
 Comecei o livro no sábado eram 14 hrs. Terminei ele as 23hrs, Dá pra imaginar se é bom ou não né?
 Não consegui me desgrudar dele, nem por um segundo, Foi incrivel.
 Rob com sua forma machista no começo se transformou ao longo do livro, mostrando que o amor pode sim mudar um homem!
 No começo, Rob, é um cara que estuda pra caramba, e está focado no vestibular. #MEDICINA.
 Até que o QUARTETO DESÁSTRICO formado por Bundabaixa, Varapau, Bolinha e Peituda.
 Eu ri muito disso. O que foi estranho, porque achei que o livro ia ser sem graça. Adorei que ele me surpreendeu.
 Rob acaba perdendo seu lugar no centro da terceira fileira para o quarteto, e acaba tendo que sentar atrás delas. Oque o incomoda, mas depois ele começa a gostar, assim, acompanhando o dia a dia das garotas.
 Rob começa então, a ter uma queda por Bel, que namora um outro aluno da instituição. Nisso, ele se aproxima das garotas.
 O que ele não imaginava, era se aproximar demais de Gisela, uma das amigas de Bel, a qual ele acha ser lésbica.

 O desfecho do livro me ganhou. Estou ansiosa pelo segundo.
 Obs: A CAPA DO SEGUNDO É MA-RA-VI-LHO-SA.



Dedicatória ❥.


Sobre o Autor: 
Autor
G.C. Neves, natural de Vitória-ES, saiu de casa aos 21 anos para estudar no Rio de Janeiro, onde se formou e vive atualmente com sua esposa. Trabalha no serviço público federal e dedica-se a escrever pequenos textos, um dos quais resultou na obra No centro da terceira fileira.


Postado por: Amy

O RESGATE DE MARIA METÁLICA - LORENA ROCQUE #15

Livro: O Resgate de Maria Metálica
Autora: Lorena Rocque.
Páginas: 151.
Editora: Chiado.


SINOPSE: Maria Quitéria, uma bruxa do bem, foi enviada ao submundo, para resgatar uma prisioneira muito especial e poderosa, Maria Metálica. Ela se encontrava no castelo de um mago negro há muitos anos. E era chegada a hora de sua libertação. O leitor fará um viagem às profundezas da Terra, onde conhecerá as artimanhas do mal e os desafios vividos pelas personagens nas diversas cidades do submundo. Também verá como agem as forças do bem.

                                                    ............................................................

RESENHA: Confesso que não me animei ao acabar a leitura do primeiro capítulo, por achá-lo meio "infantil" MAS ao longo dos capítulos eu comecei a me interessar mais pela história e pelo modo pela qual a mesma história e os personagens são construídos.
Cheio de aventuras, com uma escrita realmente muito boa, é um livro que, apesar de ter poucas páginas, não atrapalhou na construção do trabalhado muito bem feito da autora. Curto, leve e, descontraído, o resgate de Maria Metálica é um livro que super recomendo e que fãs de ficção científica e livros com a pegada de infanto juvenil não devem deixar de ler!

                                                       ....................................................

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A AUTORA:


Instagram: @lorenaralha


Postado por: Julia

O HOMEM E SEUS DEMÔNIOS - FERNANDO RISCH #14




Título: O Homem e Seus Demônios
Autor: Fernando Risch
Páginas: 216
Editora: Multifoco





Sinopse: 

Ao tentar alcançar seus sonhos, Farris Knox se aterroriza com as infindáveis dúvidas que serão postas em seu caminho e não há bebidas suficientes para tranquilizar sua alma. Como ao utilizar restos humanos para fabricar sabão, o escritor usará as mesmas inquietações de George Orwell, Charles Bukowski, Ernest Hemingway, F. Scott Fitzgerald, Edgar Allan Poe e José Saramago em seu Livro do Fim. Ou seria em O homem e seus demônios? O mundo se esvai em repetições e o fim, todos sabem, nunca é feliz.





Resenha:



 Farris Knox é novo, mas parece ter vivido muito já. Foi traído, iludido, e abandonado por seus "amigos". Depois da traição da noiva, escreveu um livro contando a experiência. 

 Na editora conhece Lingley, funcionário da Letter's Digest, a editora que lança seu livro. Lingley acredita no potencial de Knox e o trás para a fama. Com ajuda de Carragher, Knox fica famoso no pedaço após uma critica boa em relação ao livro. 

 Até então, Knox, trabalhava em uma fábrica de sabão, decide então deixar o seu emprego, já que está ganhando bastante, e tende a se dedicar a ser escritor, após ter um contrato assinado com a editora. Só que Knox não imagina o quanto é difícil escrever sem inspiração.

 Lingley tendo uma cobrança por parte da editora, começa então, a tentar descobrir oque Knox já escreveu. Em uma tentativa de se aproximar, apresenta sua filha, Charlotte. No dia seguinte após se conhecerem, Charlotte o convida a ir ao Rit's Bar, local que ele já frequenta.
 Oque ninguém imagina, é que Knox é assombrado por seus autores favoritos.

Confesso que adorei o livro, uma leitura sem enrolação, onde o livro não é cheio de voltas. O final surpreendeu, de uma forma maravilhosa, mas acho que eu já esperava aquele desfecho.

Agradeço ao autor por ter nos dado essa oportunidade de ler seu livro. (Confesso que queria ler o Livro do Fim, hahaha!)



Mais informações sobre o autor:







Postado por: Amy

SIMPLESMENTE AMIGOS - ALESSANDRA VALE #13


Título: Simplesmente Amigos
Autora: Alessandra Vale
Páginas: 320
Editora: Navegar



Sinopse: Quando tudo parece normal na sua história, vem a vida e muda as coisas de lugar, colocando sua casa de cabeça para baixo e lhe ensinando a reescrever a sua existência!
Foi assim que Alice, uma mulher permissiva, que aceitava todas as situações como lhe eram impostas, viu sua vida sendo conduzida à necessidade de ser feliz. Depois de fatos inusitados e descobertas chocantes, sua transformação foi inevitável e trouxe mudanças marcantes e definitivas.
Ela nunca mais seria a mesma, não depois de reaprender a viver da forma como reaprendeu. O desejo de alcançar a satisfação em sua história, a fez viajar em uma busca de si mesma com revelações surpreendentes, para quem sabe, depois de resolver-se como pessoa, encontrar um amor verdadeiro!
Tudo isso de uma forma alegre, divertida, comovente e romântica.


Resenha:
O enredo do livro começa com nossa linda Alice levantando do caixão. GENTE, POR FAVOR. LEVANTANDO DO CAIXÃO, DURANTE O PRÓPRIO VELÓRIO. COMO ASSIM? Simplesmente A-DO-REI. Confesso que o livro é super gostosinho de ler. Tem um enredo que te provoca, até o final. Chorei e ri em muitas cenas.
 Bom, Alice, morena, 33 anos. 1,65 de altura, 82 kg. Casada, sem filhos, vive uma vida super normal com o maridão. Todos acham eles o casal perfeito. Namoraram por 5 anos, até casarem há 13 anos. Até um acidente mudar totalmente a sua vida. No meio dessa loucura toda, Alice se descobre como mulher, a sua independência, enfrentar seus medos, e o verdadeiro significado de amor. 
 Ela realmente resolve se cuidar, se sentir desejada, e joga tudo para cima. Depois de descobrir a traição do marido, e como as pessoas podem mudar com você após quase ser enterrada vida, Alice corre atrás de cada sonho que deixou no passado.
 No momento que ela se liberta, ela descobre que não era ela no casamento, e sim outra pessoa, totalmente diferente. 
 Fiquei muito surpresa com o fato que acontece no capítulo 19 e fiquei passada com a autora. COMO ASSIM? (sem spoilers para vocês!). Eu odiei e amei aquele fato. Amei pelo fato de nunca ter imaginado aquilo, e odiei porque estava adorando a história envolvente. 
 Os demais personagens achei que não tiveram tanta atenção, mas o pouco que apareceram foi muito bom. 

Postado por: Amy

INTERGALÁCTICA - F. P. TROTTA #12



                      Livro: Intergalática                               

                       Autor: F. P. Trotta                                 
                       Páginas: 279                                 
Editora: Livros Ilimitados


Sinopse: Uma conspiração para controlar o rumo da mais importante expedição espacial da história da humanidade. 3 de Maio de 2031 - No dia de lançamento de aguardada expedição da NASA para explorar a lua de Júpiter, uma das candidatas para habitar vida extraterrestre, a psiquiatra Amanda Collins acorda de um coma após meses batalhando contra uma meninginte aguda. Junto com seus pacientes Stryker, Ripley e sua amiga Lina, eles descobrem que fazem parte de um crescente quebra - cabeça envolvendo uma corporação geopolítica underground chamada A firma, que planeja sabotar a missão, usufruindo de uma nova tecnologia para saquear a nave e destiná - la para um planeta habitável localizado dezessete anos luz. O quarteto então inicia uma operação para descobrir a verdade por trás da conspiração, mergulhando de cabeça na maior expedição planetária da história da humanidade.
....................

Resenha:Antes de tudo, confesso que antes de começar a ler Intergalática, pensei que o livro fosse clichê, previsível. Eu estava muito enganada. Confesso que no início o livro não me apegou, mas ao longo dos capítulos a história foi ficando mais interessante, evoluída e impossível parar de ler. A personagem que eu mais me identifiquei e foi a minha personagem favorita foi a Amanda, por ser decidida, corajosa, inteligente e pelo fato da luta constante dela com o pai, na qual Amanda acaba sendo "caçada" pelo mesmo.Uma das coisas no livro que me impressionou foi como o autor nesse livro não conseguiu deixar pontas soltas. Com uma escrita envolvente, cenários muito bem escritos e ilustrações INCRÍVEIS, intergalática é um livro que pra quem gosta ou não desse gênero não deve deixar de ler! OBS: Ansiosa para o próximo volume, Interdimensional, que está previsto para sair esse ano. Ansiosos? Sim ou claro? 




Postado por: Julia



                

SIGA AS SETAS AMARELAS - CLARA ARREGUY #11


Livro: Siga as Setas Amarelas: De bicicleta no caminho de Compostela.
Autora: Clara Arreguy
Páginas: 150
Outubro Edições


SinopseEste romance não é apenas um romance. É também um delicioso relato de viagem, um guia útil para ciclistas, um ensaio geográfico cheio de minúcias e um conjunto itinerante de histórias de vida. A sensação é de que também viajamos à medida que lemos cada página do livro.

Com desenvoltura e atenção aos detalhes, Clara Arreguy descreve a jornada de uma mulher e seu grupo de amigos pelo Caminho de Santiago de Compostela. De bicicleta e acompanhados por um carro de apoio, os personagens empreendem – entre vários caminhos e desvios – uma viagem singular, feita de imprevistos, alguns perigos e belas experiências. E como se isso não bastasse, a autora ainda articula – à luz da memória – essa travessia a uma outra viagem, realizada pelos personagens dois anos antes, ao longo da Estrada Real – que liga o interior de Minas Gerais a Paraty, no Rio de Janeiro. O que evidencia mais uma vez a riqueza geográfica (e humana) do romance.

Com recursos habilmente assimilados na escrita pela autora, Siga as setas amarelas retoma, em um novo contexto, a chamada “road literature”, gênero ainda pouco explorado na literatura brasileira contemporânea. Um gênero que, dadas as peculiaridades da escrita de Arreguy, adquire aqui um inegável traço de originalidade, graças sobretudo ao entrecruzamento de culturas e experiências que nos traz. O perto e o longe, o particular e o coletivo, o místico e o prosaico, o Brasil e a Europa, Minas e Espanha, presente e passado se entrelaçam de maneira incomum, evidenciando que cada viagem é um aprendizado de vida. 

Ao longo de todo o livro, acompanhamos os personagens ciclistas, conhecemos seus dramas, acertos e erros de percurso. Vemos que cada um deles tem sua motivação para percorrer o Caminho de Santiago. Cada um se move segundo dilemas e sofrimentos. Cada um se molda à própria expectativa diante do próximo caminho a seguir. 

Siga as setas amarelas é um livro que, ao mostrar as belezas e os perigos que se acumulam numa viagem, vem nos ensinar que a vida está sempre na ordem do imprevisto. (Maria Ester Maciel). 
(SKOOB)





Resenha:

Confesso que fiquei fascinada pela capa de Siga as Setas Amarelas, pelos detalhes, de como foi desenvolvida, tem tudo a ver com a história!

Quando chegou, eu já abri e já cai de cabeça na história. Foi incrível! 

Siga é aquele tipo de livro para ler aos poucos, sabe? Apreciar é a palavra certa. 
Se você é do tipo de leitor que gosta de ler tudo de uma vez, não acho que esse deva ser seu tipo de livro. 

Miriam nunca teve filhos, não queria sair da casa dos pais, era a tipica moça de família, até que conhece o homem que vai colocar tudo para o alto. Ela larga a casa, sai do emprego no banco (o qual odiava). E vai pedalar. 

Inveja de Miriam? Com certeza.

O livro se passa pela visão de Miriam, não tem muitos diálogos, oque eu acho que deixou um pouco monótono. 

Miriam no livro conta seus medos, seus segredos, sua raiva, sua felicidade, conta como conheceu Saul, Manão, Dedé e o resto do grupo. 

Os personagens tem personalidades variadas, e todos eles enfrentaram a longa viagem. 

Enfim, o livro foi uma experiência boa, trazendo a mim diversas sensações.

Do jeito que Clara relata oque acontece no livro, acho que ela usou os seus próprios sentimentos como um ciclista ao escreve-lo.




Sobre a Autora:



Clara Arreguy é jornalista e escritora. Mineira de Belo Horizonte, vive em Brasília desde 2004. Autora dos livros Fafich (Conceito, 2005), Segunda Divisão (Lamparina, 2005), Tempo Seco (Geração Editorial, 2009), Catraca Inoperante (Outubro 2011/2014) e Rádio Beatles (Outubro 2012), atuou nos jornais Estado de Minas e Correio Braziliense e desde 2013 escreve crônicas para a revista Veja Brasília.

Postado por: Amy